Fachada Sureste CRUSOE

RED CRUSOE

A Conferência de Reitores das Universidades e Institutos Politécnicos do Sudoeste Europeu (CRUSOE) é uma associação sem ânimo de lucro e de âmbito internacional, constituída pelas Universidades da Galiza, Castilla-León, Astúrias, Cantábria, Região Norte e Região Centro de Portugal.

Um total de 23 entidades de educação superior, mais de 150 grupos de investigação de referência nacional em Espanha e Portugal, e quase 240.000 estudantes distribuidos em mais de 40 campus (4 deles qualificados como de excelência internacional) constituem as fortalezas da Rede CRUSOE, que se configura como alternativa às tradicionais redes institucionais do conhecimento e, ao mesmo tempo, promove novos projetos no espaço macrorregional do Sudoeste europeu, RESOE.

Desde o ano 2011, a CRUSOE trabalha para redefinir um espaço multidiciplinar de colaboração académica e em matéria de investigação e inovação, que contribua ao desenvolvimento territorial e à especialização inteligente do Sudoeste da Europa.

A CRUSOE configura-se como uma entidade de representação institucional e de cooperação das universidades associadas. Seu objectivo consiste em contribuir à potenciação e melhoria da educação superior e o desenvolvimento territorial, através da cooperação interuniversitaria, o diálogo entre universidades e agentes sociais, além da cooperação institucional com governos regionais e estatais.

  • Favorecer o pensamento crítico, a cultura da liberdade e o pluralismo, bem como os valores próprios de uma sociedade democrática, aberta e solidária.
  • Promover o respeito aos direitos humanos e ao ambiente, a responsabilidade social e a cooperação internacional.
  • Defender os princípios de justiça, independência, igualdade e não discriminação por razão de nascimento, raça, sexo, religião, opinião ou qualquer outra condição ou circunstância pessoal ou social.
  • Impulsionar a formação integral das pessoas que as capacite para exercerem ao longo da vida como cidadãos responsáveis e profissionais qualificados.
  • Contribuir ao progresso sustentado e sustentável da sociedade mediante a transferência e a socialização do conhecimento.
  • Estimular a comunicação e o diálogo entre os povos.
  • Assumir a cultura da qualidade, a avaliação, a transparência e a rendição de contas.
  • Promover y desarrollar la calidad de la educación superior, la investigación, la transferencia de conocimiento y la innovación, así como la difusión de la ciencia y la cultura en orden a la consecución del progreso social.
  • Representar a las Universidades e Institutos Politécnicos que la componen y fomentar la cooperación entre éstas y las Administraciones, Corporaciones públicas y los agentes sociales.
  • Consolidar la proyección social y el compromiso de las Universidades e Institutos Politécnicos con la sociedad.
  • Fortalecer la calidad y la cohesión de las Universidades e Institutos Politécnicos, y el estrechamiento de las relaciones entre ellos, respetando sus singularidades.
  • Defender la autonomía de las Universidades e Institutos Politécnicos ante los poderes públicos y la sociedad española y portuguesa.
  • Ser un referente de conocimiento en lo que a la educación superior se refiere.
  • Potenciar la internacionalización de las Universidades e Institutos Politécnicos asociadas.
  • Cooperar con entes públicos y privados en orden a la realización de actuaciones de interés común para las Universidades e Institutos Politécnicos.
  • Representar a las Universidades e Institutos Politécnicos asociados en los organismos internacionales.

ORGANIGRAMA

Reitor de Universidade do Minho

Universidade do Minho, Reitor Rui Vieira de Castro.

Licenciado em Ensino de Português-Inglês. Master em Linguística Histórica e doutor em Educação, na área de Metodologia de Ensino de português.  Incorporou-se à Universidade do Minho como assistente em 1983, e como professor catedrático do Instituto de Educação Minho desde 2005. Foi vicerreitor da Universidade do Minho entre 2009 e 2013.

Seus interesses científicos têm-se focalizado nas áreas de Educação e Linguagem, principalmente nos temas da educação em português e alfabetização.

Reitor de la Universidad de Cantabria

Universidade de Cantabria, Reitor Ángel Pazos Carro.

Doutor em Medicina e Cirurgia, e catedrático de Farmacología desde 1992. Sua actividade docente centrou-se nos efeitos dos medicamentos no ser humano. Tem participado em diversos másteres oficiais e nuns vinte projetos de investigação nacionais e europeus.

Tem desempenhado o cargo de gestor anexo do Plano Nacional de Investigação no Ministério da Ciência e Tecnologia na área de Biomedicina (1999-2003). É académico da Real Academia de Medicina de Cantábria e Prêmio Nacional de Investigação “Juan Carlos I”.

Reitor de la Universidade de Santiago de Compostela

Universidade de Santiago de Compostela, Reitor Antonio López Díaz.

Doutor em Direito pela USC e Catedrático de Direito Financeiro e Tributário. Entre outros cargos, tem sido vicerreitor de Coordenação do Campus de Santiago e vice-reitor de Coordenação de Gestão de Infra-estruturas, bem como Decano da Faculdade de Direito. Em 2007, o Parlamento galego elegeu-o membro do Consello de Contas, cargo que desempenhou até 2013. Entre 2007 e 2010 foi conselheiro principal deste organismo. Em junho de 2018 tomou posse como reitor da USC.

Desde a sua licenciatura até a actualidade tem desenvolvido uma intensa carreira docente e investigadora com numerosas publicações e estadias de ensino e de investigação nas universidades de São Paulo, Montevidéu e Bolonha.

Universidad de Vigo

Universidade de Vigo, Salustiano Mato de la Iglesia.

Catedrático de Zoología e doutor em Biologia. Desde o ano 2000 exerce como catedrático de Zoología no Departamento de Ecologia e Biologia Animal da Universidade de Vigo, com docencia na Faculdade de Biologia. Tem publicado mais de cem trabalhos científicos em seu âmbito de especialização: a ecologia do solo e o tratamento de resíduos. Sua experiência profissional centrou-se no mundo universitário, e tem desempenhado diversas responsabilidades na Universidade de Vigo. Entre 2005-2009 foi director geral de Investigação, Desenvolvimento e Inovação na Junta da Galiza.

VOGAIS COMITÉ EXECUTIVO

Universidad de Beira Interior

antonio carreto fidalgo

Reitor de Universidade da Beira Interior

Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa, Magister Artium e doutor em Filosofia pela Universidade de Würzburg (Alemanha). É catedrático da Universidade da Beira Interior e director de Labcom – On-line Communication Laboratory. Foi fundador da Biblioteca de Ciências da Comunicação e a Sociedade Portuguesa de Ciências da Comunicação. Suas áreas de especialização são a Retórica e a Semiótica, e a sua aplicação no campo da comunicação em linha.

Instituto Politécnico de Viana do Castelo

carlos manuel da silva rodrigues

Presidente de Instituto Politénico de Viana do Castelo

Doutor em Ciência e Engenharia de Materiais pela Universidade de Aveiro. Uniu-se ao Politécnico de Viana do Castelo em 1989 e exerceu a vicepresidencia desta instituição até que foi eleito presidente nas eleições de abril de 2019, em substituição de Rui Alberto Martins Teixeira, que presidia o Politécnico desde 2004.

Universidade de Oviedo

Rector de Universidad de Oviedo

É um jurista espanhol, especialista em Direito Constitucional. Foi Secretário Geral e Vicerrector da Universidade de Oviedo durante o mandato do Reitor Juan Vázquez e até janeiro de 2020 Secretário do Conselho Social da Universidade de Oviedo. materiais e sua estrutura molecular por médio da cristalografia e difração de raios X.

Universidade de Burgos

manuel perez mateos

Reitor de Universidad de Burgos

Catedrático de Bioquímica e Biologia Molecular. Tem sido vice-reitor de Classificação Académica e Qualidade da Universidade de Burgos, decano da Faculdade de Ciência e Tecnologia dos Alimentos da Universidade de Valladolid e vice-reitor de Investigação e Relações Internacionais da Universidade de Burgos. Tem dirigido e coordenado diferentes programas de investigação sobre biotecnologia alimentar, alimentação e saúde.

Universidade de León

juan francisco garcia marin

Reitor de Universidad de León

Doutor em Veterinária pela Universidade de Zaragoza. Desde 1993 é Catedrático da Universidade de León na área de Saúde Animal, especialidade em Anatomia Patológica.  Ocupa o posto de reitor da Universidade de León desde 2016. Foi Decano da Faculdade de Veterinária e tem sido membro de numerosos comités científicos internacionais e responsável por programas de investigação no seu âmbito académico.